As 10 maiores contratações da Bundesliga na temporada 2022/23

Jovens promessas para ficar de olho e craques consolidados compõem o mercado de contratações da Bundesliga

Para quem olha de fora a Bundesliga pode ter a impressão de ser um campeonato monótono e sem grandes surpresas, muito pelo fato do Bayern de Munique ter ganhado seguidamente as últimas dez edições do campeonato. No entanto, analisando mais de perto é possível enxergar os diversos frutos que o Campeonato Alemão vem fornecendo ao futebol como um todo nos últimos anos.

No quesito de influência sobre como o futebol é jogado nos dias de hoje, os técnicos provenientes da Liga Alemã assumem um alto posto. Jurgen Klopp, Julian Nagelsmann, Thomas Tuchel e Hans-Flick, todos esses têm três coisas em comum: ganharam títulos de relevância nos últimos anos, encantaram os torcedores com seus estilos de jogo e começaram suas carreiras de treinadores na Bundesliga. Essa nova escola alemã de futebol, a qual se caracteriza por transições rápidas e marcações em bloco alto, tem ditado como o jogo é jogado atualmente. Assim, qualquer time de expressão que almeje lutar por troféus de relevância tem que possuir ao menos um pouco desses elementos incorporados em seu padrão de jogo.

Mas a relevância do campeonato vai além dos aspectos táticos fornecidos por ele. Os times alemães, do mais rico ao mais modesto, vêm ganhando bastante destaque quando o assunto é prospecção e desenvolvimento de jovens jogadores. O itinerário se segue na maioria das vezes na compra ou promoção de um talento não lapidado e em sua venda por um valor considerável após algum tempo. Até mesmo o Bayern de Munique, o maior e mais rico clube do país, não tem o costume de comprar medalhões por elevadas cifras, mas sim de observar bem o mercado trazendo jogadores por um bom custo benefício.

Então, para que se fique a par desses jovens futebolistas que no futuro podem despontar como craques ou até nos jogadores já consolidados que foram trazidos pelos clubes alemães, foram separadas as 10 maiores contratações da Bundesliga feitas nessa janela. Cada uma delas contendo o valor da transferência e seus números da última temporada, segundo o site Transfermarkt, além de um breve resumo de cada atleta.

As 10 maiores contratações do Campeonato Alemão 2022/23

10º – Jens Petter Hauge (Frankfurt)

Após ganhar um título de grande relevância continental, como é a Europa League, é normal que o clube tente manter as peças do elenco ganhador, e com o Frankfurt não foi diferente. O norueguês Jens Petter Hauge passou a última temporada emprestado no clube alemão e foi peça importante para a conquista inédita de seu time da Liga Europa.

O atacante de 22 anos se destacou no FK Bodø/Glimt, clube de seu país natal, e logo foi comprado pelo Milan. Após mais de um ano no time italiano sem muito espaço foi emprestado ao clube alemão. E foi lá que a carreira do jovem jogador voltou a engrenar. Pois apesar dos números não tão expressivos, Hauge foi uma peça significativa na composição do elenco ganhador da Europa League. Fato o qual se mostrou suficiente para o clube alemão pagar 10 milhões de euros por seu passe.

Números na última temporada:
Jogos: 37
Gols: 3
Assistências: 2

9º – Jakub Kaminski (Wolfsburg)

Apesar de já não ser mais tão competitivo como já foi, a ponto de conquistar uma Bundesliga na temporada 2008/09, o Wolfsburg vem ao longo dos últimos anos vem mostrando uma boa capacidade na captação de jovens talentos. E o ponta polonês Jakub Kaminski é uma das demonstrações dessa força.

O jovem de apenas 20 anos vem de uma temporada de boas aparições pelo Lech Poznań, seu clube formador. Em que foi peça importante para seu time conquistar o título nacional. Deste modo, os Lobos se mostraram confiantes em seu potencial e o contrataram por 10 milhões de euros.

Números na última temporada:
Jogos: 35
Gols: 9
Assistências: 8

8º – Xaver Schlager (RB Leipzig)

É possível dizer que o principal projeto da Red Bull no futebol já é um sucesso. Apesar do Leipzig ainda não ter ganhado nenhuma competição de peso como uma Bundesliga ou Champions, o clube desde que chegou à elite alemã vem se colocando com uma das potências do país. Se classificando repetidas vezes para competições europeias e até mesmo chegando em uma semifinal de Champions League.

A montagem de elenco do clube segue como em quase todos os times da Red Bull, porém com um nítido maior aporte de dinheiro, assim como superior ambição. Compra de um jogador jovem por um preço relativamente baixo, desenvolvimento dele, afirmação no time principal e por fim sua venda por um preço alto. É nesse contexto que a contratação do meia central Xaver Schlager se encontra.

O meia central austríaco foi formado justamente em uma das categorias de base de um dos times da RB, o Salzburg. Após bons anos em seu país natal, o atleta foi vendido ao Wolfsburg.  Com três temporadas na Alemanha atuando pelos Lobos Xaver chamou atenção do Leipzig, por suas atuações e por já ter trabalhado no sistema Red Bull. Assim, o time da RB desembolsou 12 milhões de euros pelo passe do austríaco.

Números na última temporada:
Jogos: 15
Gols: 0
Assistências: 1

7º – Adam Hlozek (Bayer Leverkusen)

Já não é mais surpreendente que jovens jogadores que acabam se destacando em campeonatos de menor relevância sejam vendidos logo no início de suas carreiras para clubes de maior prestígio, e não foi diferente para Adam Hlozek. O atacante Tcheco vem de temporadas promissoras em sua liga local. Apesar de não ter conseguido o título da liga com o Sparta Praga, seu antigo time, Hlozek obteve boas aparições em campo, sendo o artilheiro do campeonato na temporada 2020/21 e eleito pelos fãs o craque da competição 2021/22. Sua venda já era prevista, e aconteceu.

Por 13 milhões de euros, o jovem de 20 anos chegou no Bayern Leverkusen. Sua contratação faz parte do projeto de um time que vem regularmente se mantendo nas primeiras posições da Bundesliga. E pelo visto, seu o clube alemão acredita que Hlozek tem tudo para se destacar e ajudar a equipe a manter-se competitiva e eventualmente brigar por títulos.

Números na última temporada:
Jogos: 46
Gols: 12
Assistências: 15

6º – Ryan Gravenberch (Bayern de Munique)

Como já foi explicado na introdução do texto até mesmo o Bayern de Munique, clube o qual ganhou os 10 últimos campeonatos alemães seguidamente e que sempre entra como favorito a Champions League, não tem o costume de fazer contratações badaladas, mas sim enxergar bem o mercado visando talentos por um preço não muito alto. O jovem holandês Ryan Gravenberch é mais um desses casos.

Considerado uma joia desde seus mais antigos anos na base do Ajax, o volante foi promovido aos profissionais com apenas 16 anos. Seu bom passe, excelente controle de bola e elevada consciência de posicionamento em campo chamam a atenção de qualquer um que o assiste, além de terem sido de suma importância para a conquista dos últimos 4 campeonatos locais por parte do time de Amsterdã. Aos 20 anos, o jogador foi procurado por diversos clubes na janela de verão europeu, e conforme o já enunciado quem levou a melhor nessa disputa foi o time do Bayern, que pagou 18,5 milhões de euros por sua contratação.

Números na última temporada:
Jogos: 41
Gols: 3
Assistências: 6

5º – Nico Schlotterbeck (Borussia Dortmund)

Após exceder as expectativas e ser considerado um dos melhores defensores do campeonato, é normal que o atleta em questão atraia interesse de outros clubes, e foi esse exatamente o caso do zagueiro Nico Schlotterbeck. Após uma boa temporada atuando pelo time do Freiburg o jovem alemão foi contratado pelo Borussia Dortmund por 20 milhões de euros.

Nico chega ao Dortmund como uma tentativa de solucionar os problemas defensivos que assolaram o time alemão durante a última temporada. Junto à contratação de outro defensor, Sule, zagueiro o qual chegou do Bayern de Munique por custo zero, o jogador chega com o status de contratação importante e que talvez permitirá ao Borussia a alçar maiores voos em âmbito nacional e continental.

Números na última temporada:
Jogos: 38
Gols: 4
Assistências: 2

4º – Karim Adeyemi (Borussia Dortmund)

Prospectado por grandes clubes desde sua infância quando ainda jogava pelo Spvgg Unterhaching Karim Adeyemi sempre foi apontado como uma joia. E foi um dos times do programa Red Bull, o Salzburg, que conseguiu trazer o jogador para suas categorias de base aos 16 anos. Lá na Áustria o jovem atacante Alemão foi lapidado pela metodologia de desenvolvimento que os times da RB possuem. Karim vinha há pelo menos duas temporadas sendo peça fundamental para seu ex-time. Seu atleticismo e velocidade ajudaram o time do Salzburg a conquistar os últimos 3 campeonatos locais e chegar às oitavas da Champions League, além disso o centroavante de 20 anos foi o artilheiro da última edição da Liga austríaca.

Justamente por ser um atacante que se desenvolveu e brilhou no programa Red Bull a alcunha de “novo Haaland” era inevitável, mas não foi aí que as semelhanças acabaram. Pois foi o Borussia Dortmund que ganhou a disputa contra outros gigantes europeus por sua contratação. Os Aurinegros pagaram 30 milhões de euros por Adeyemi. O fato do futebol na Áustria e na Alemanha serem jogados de modo parecido, em transições velozes e marcação alta, corrobora junto ao talento de Karim para que o atleta se destaque na Bundesliga.

Números na última temporada: 
Jogos : 43
Gols : 23
Assistências : 7

3º – Sébastien Haller (Borussia Dortmund)

Apesar da lesões é inegável que desde sua chegada ao Borussia, Haaland foi o foco ofensivo de sua equipe. E após a saída de um jogador que detém um nível de responsabilidadetal qual o norueguês possuía dentro do elenco, é difícil achar um substituto a altura, mas parece que o Dortmund o encontrou.

O francês Sébastien Haller já não é uma jovem promessa do mundo da bola, com 28 anos já soma passagens por clubes de diferentes países. Chegou ao time do Ajax depois de uma passagem que não atingiu as expectativas no West Ham, e na Holanda brilhou. Em seu tempo por lá ganhou dois títulos nacionais, foi artilheiro da Eredivisie 2021/22 e marcou 11 gols em 8 jogos na última edição da Champions League, sendo 4 deles em sua estreia, marca essa considerada inédita.

Sua passagem no Ajax somada a sua antiga e boa passagem no campeonato alemão pelo Frankfurt levaram ao Dortmund a desembolsar 31 milhões de euros pelo atacante, crendo que ele seria o substituto ideal de Haaland. Porém, infelizmente em meio aos treinos de pré temporada com os aurinegros foi detectado um tumor no testículo do francês, o que o afastará de suas atividades esportivas por tempo indeterminado. Sébastien já divulgou em suas redes sociais que “a primeira etapa foi concluída”, e acredita-se que ele esteja falando da retirada do tumor de seu corpo, apesar do jogador não ter dado mais detalhes sobre o caso.

Números na última temporada: 
Jogos: 42
Gols: 34
Assistências: 9

2º – Sadio Mané (Bayern de Munique)

Um jogador vitorioso, que figurou nas tabelas de artilharia de seu campeonato nos anos recentes e que está na briga para figurar entre os 3 melhores jogadores da temporada 21/22 dentro das premiações. Atletas desse tipo não são encontrados à venda no mercado facilmente, e quando são, acabam vendidos por cifras astronômicas. Por isso a contratação de Sadio Mané por 32 milhões de euros por parte do Bayern de Munique é um verdadeiro achado.

O atacante Senegalês vem do que talvez seja a melhor temporada de sua carreira. Pois apesar do Liverpool ter batido na trave ficando em segundo lugar na Premier League e na Champions, Mané foi de suma importância para a classificação de seu país natal a Copa do Mundo, além de ter sido o destaque da seleção na conquista inédita da Copa Africana de Nações, convertendo o pênalti decisivo na disputa que deu o título a Senegal. Buscando por novos desafios em sua carreira, o jogador pediu aos Reds para ser transferido, e assim se sucedeu. Mané chega em Munique como uma das principais contratações da janela europeia e com a responsabilidade de ser peça vital no plantel.

Números na última temporada: 
Jogos : 51
Gols : 23
Assistências : 5

1º – Matthijs de Ligt (Bayern de Munique)

Buscando reforçar e rejuvenescer seu sistema defensivo, o Bayern de Munique, fugindo um pouco do habitual, mostrou seu grande poderio econômico. O zagueiro Matthijs de Ligt, um dos mais promissores de sua posição, chegou a Baviera por 67 milhões de euros, se tornando a segunda contratação mais cara da história do clube, após 3 temporadas atuando pela Juventus.

O jovem holandês ganhou reconhecimento mundial em 2019, quando atuou pelo time do Ajax que encantou a todos e que por pouco não chegou na final da Champions League. O zagueiro chegou em Turim cercado de expectativas e por um alto preço, cerca de 85 milhões de euros, e apesar de uma primeira temporada irregular o jogador se firmou como peça fundamental do elenco e símbolo do futuro da Vecchia Signora. Não se sabe ao certo o porquê do time italiano ter começado a ouvir propostas por de Light, mas o fato é que aconteceu. O Chelsea se mostrou interessado, contudo foi o Bayern de Munique, time de infância do jovem defensor, que acabou o contratando.

Números na última temporada: 
Jogos: 42
Gols: 3
Assistências: 1

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: