As 10 maiores contratações da Serie A na temporada 2022/23

Com boas contratações feitas por parte de diversos times, a Serie A 2022/23 promete muita competitividade.

Pode-se dizer que durante boa parte da década passada o campeonato italiano, no que diz respeito a competição e atratividade, enfrentou um período obscuro de sua história. O que já tinha sido um dos melhores, se não o melhor campeonato do mundo nas décadas de 80 e 90, abrigando estrelas como Maradona, Van Basten, Zico e Matthaus, se viu em uma situação em que mesmo antes da competição começar ela já parecia decidida. Foi na temporada 11/12, que comandada pelo técnico Antonio Conte, a Juventus começou uma hegemonia de quase dez anos no Calcio. Iniciada por Conte, estabelecida com Allegri e por fim combalida por Sarri. O apogeu se deu na temporada 13/14, em que o time de Turim fez 102 pontos, 17 acima do vice-colocado. 

A Vecchia Signora começou a ter seu domínio ameaçado na segunda metade da década. O Napoli de Maurizio Sarri e a Roma de Spalletti foram os primeiros a apresentar alguma ameaça de título na temporada 16/17 e 17/18. Em seguida, a modesta Atalanta de Gasperini e a Lazio do técnico Simone Inzaghi também se juntaram à briga, e ofereceram mais competitividade. Contudo, foi a Inter, justamente comandado por Antonio Conte, e com aporte financeiros de seus donos chineses, que acabou com a supremacia do time da Juventus. Após perder o Scudetto por um ponto na temporada 19/20, ganhou com sobras a competição no ano seguinte. Porém, não foi só a parte Nerazzurri de Milão que viu seu time se reestabelecer no topo, pois o Milan, após muitos anos longe do topo do futebol italiano, comandado por Stefano Pioli, liderado por Ibrahimovic e dirigido por uma competente diretoria, conquistou o Calcio novamente após mais de dez anos. Restabelecendo novamente o equilíbrio na Itália.

Com três campeões diferentes nos últimos três anos e tendo sua última edição decidida na última rodada, a Série A italiana promete muita disputa para a próxima temporada. A Juventus tenta se reerguer com Allegri, a Inter vê na volta de Lukaku um dos melhores jogadores de sua história recente, o Milan foi comprado por um fundo norte-americano e está reforçando o elenco já campeão e a Roma comandada por Mourinho vem embalada por sua primeira conquista continental e suas contratações. Sem falar do Napoli que se está se reestruturando após a perda de peças importantes e a Atalanta, que apesar de não ter feito uma boa última temporada, ainda é um time a se prestar atenção por seu padrão de jogo e observação de mercado. 

Graças a esperada competitividade da próxima edição do Scudetto e a já mencionada reformulação de certos times, o mercado italiano se encontra bastante movimentado. Assim, para que se fique a par desses novos jogadores que darão as caras no próxima edição da Liga Italiana, foram separadas as 10 maiores contratações da Serie A feitas nessa janela. Cada uma delas contém o valor da transferência e os números da última temporada de cada contratado, segundo o site Transfermarkt, além de um breve resumo sobre cada atleta.

As 10 maiores contratações do Campeonato Italiano 2022/23

10º – Dodô (Fiorentina)

Dona de umas das camisas mais tradicionais na Itália, a Fiorentina vem se deparando dificuldades para encontrar estabilidade na tabela da competição nos últimos anos. Fez um bom Calcio passado sendo comandada por Vincenzo Italiano e recentemente tem conseguido fazer boas contratações para seu plantel. Nicolás González, Arthur Cabral, Ikoné e Odriozola são alguns dos quais chegaram no campeonato passado e se destacaram pela Violla. Com o fim do empréstimo do lateral direito Odriozola o time de Florença foi ao mercado buscar uma reposição, e parece que encontrou no brasileiro Dodô o substituto ideal.

Vindo do Shakhtar por 14,5 milhões de euros, o jovem de 23 anos chega na Itália após uma passagem vencedora na Ucrânia, onde conquistou a copa e a liga local. Cria das categorias de base do Coritiba, o atleta era prospectado desde jovem, assim rumou logo no início de sua carreira para a Europa. Por conta do conflito entre Rússia e Ucrânia, o lateral, o qual está no Brasil desde fevereiro, teve que ser vendido por um preço abaixo do mercado, pois foi a principal aposta do Shakhtar para realizar uma boa venda nessa janela. Aproveitando-se disso o time de Florença conseguiu comprar seu passe.

Números na temporada (2021/22):

Jogos: 26
Gols: 0
Assistências: 4

09º – Zambo Anguissa (Napoli)

Após passar uma temporada emprestado ao Napoli, Zambo Anguissa teve sua permanência assegurada no time italiano após ser comprado por 15 milhões de euros. O volante camaronês foi contratado pelo Fulham por um alto preço em 2018, e logo de cara foi emprestado ao Villarreal. De volta a ao time londrino conquistou a titularidade da equipe, mas viu ao final da temporada seu clube fazer a terceira pior campanha da competição e ser rebaixado. Por ser um ativo muito caro para jogar a segunda divisão inglesa, o volante foi emprestado ao Napoli e ao que tudo indica se estabeleceu por lá.

Sob o comando de Sarri, o time de Nápoles se tornou um dos mais fortes da Itália e impressionou a Europa por seu estilo de jogo. Durante certo período, parecia que era o único time que poderia ser capaz de acabar a hegemonia da Juventus. Como se sabe isso não aconteceu, e após a saída do técnico o time do sul do país só viu seu desempenho cair enquanto as temporadas se seguiam. A volta para as cabeças do campeonato aconteceu na última edição da Série A, em que comandados por Luciano Spalletti os napolitanos chegaram a liderar a competição e no final dela acabaram na terceira colocação. A contratação em definitivo de Anguissa é mais um dos indícios que o Napoli promete novamente fazer frente na liga italiana.

Números na temporada (2021/22):

Jogos: 33
Gols: 0
Assistências: 2

08º – Min-jae Kim (Napoli)

A “novela” napolitana que se estendeu durante várias temporadas acabou nessa janela. O zagueiro Kalidou Koulibaly, seguidamente um dos melhores zagueiros na Série A, foi vendido ao Chelsea. Após segurar o defensor por anos, o Napoli se viu obrigado a vendê-lo por um preço “baixo” comparado ao que foi pedido pelo mesmo nas outras janelas, pois o senegalês entrava em seu último ano de contrato em 2023. Assim, visando repor a saída de um dos principais pilares de seu plantel, o time italiano contratou o sul coreano Min-Jae Kim por 18 milhões de euros.

Jogando pelo Jeonbuk Hyundai Motors e Beijing Guoan, o zagueiro de 25 anos ganhou bastante destaque no continente asiático, conquistando o Campeonato sul coreano e duas vezes. Apelidado de “Van Dijk coreano”, Kim ganhou notoriedade dos europeus por suas atuações e acabou sendo contratado pelo Fenerbahçe. Após somente uma temporada no clube turco, suas atuações fizeram seu valor de mercado e reputação crescerem mais ainda, o que fez o Napoli ficar confiante de que o sul coreano pode ser um bom substituto para Koulibaly.

Números na temporada (2021/22):

Jogos: 39
Gols: 1
Assistências: 0

07º – Merih Demial (Atalanta)

Por 20 milhões de euros a Atalanta assegurou a contratação do zagueiro de 24 anos Merih Demiral. O atleta chegou por empréstimo na última temporada vindo da Juventus, com a missão de substituir o defensor Cristian Romero, que na ocasião saiu para o Tottenham após ser eleito um dos melhores zagueiros do Calcio 2020/21. E a confirmação de sua compra em definitivo, prova que o time de Bérgamo acredita que a escolha por Demiral  como reposição de Romero foi acertada.

Com um elenco formado por jogadores em sua maioria “achados” pelo time e comandados por Gian Piero Gasperini, a Atalanta conseguiu seguidamente se classificar para competições europeias, além de encantar o mundo com seu estilo de jogo ultra-ofensivo. Contudo, o baque veio. Na última edição da Série A, o time italiano terminou na oitava colocação, sua pior desde 2016. Mas, apesar da temporada abaixo das expectativas, não parece que o time vai mudar de direção. Ainda dirigido por Gasperini, a La Dea promete continuar com sua mentalidade de prospectar jogadores “fora do radar” e seguir com seu característico estilo de jogo. A contratação do turco Demiral, considerado promissor em seus tempos de base, mas que em seus anos na Juventus perdeu parte de sua relevância, é uma amostra da continuidade do projeto da Atalanta de montar um time competitivo a partir de jogadores menos badalados.

Números na temporada (2021/22):

Jogos: 42
Gols: 2
Assistências: 3

06º – Éderson (Atalanta)

Após menos de seis meses na Itália, as atuações do volante Éderson no time da Salernitana foram o bastante para o brasileiro começar a ser procurado por clubes maiores. Por 21 milhões de euros a venda do jovem de 23 anos foi sacramentada para a Atalanta. Sua compra se encaixa perfeitamente no projeto da equipe, pois o time Bérgamo tem como filosofia de trabalho a contratação de jogadores jovens e pouco comentados. Por já estar de certo modo habituado a liga parece que o encaixe em seu novo time não será difícil.

Cria das categorias de base do Desportivo Brasil, o atleta logo se transferiu para o Cruzeiro e não muito tempo depois ao Corinthians. No clube paulista obteve certo destaque, mas foi em seu empréstimo ao Fortaleza que o volante brilhou. Sob o comando de Vojvoda, Éderson ajudou a equipe a fazer um belo campeonato brasileiro, ficando na quarta posição e se classificando para a Libertadores. Graças a seu destaque no time cearense rumou a Salernitana e posteriormente, como se sabe, a Atalanta.

Números  temporada (2021/22):

Jogos: 15
Gols: 2
Assistências: 1

05º – Jeremie Boga (Atalanta)

Formado nas categorias de base do Chelsea, o costa-marfinense Jeremie Boga passou pelo o que boa parte dos jogadores formados nos Blues passam, diversos empréstimos. O ponta percorreu por Ligue 1, La Liga e Championship até se transferir em 2018 ao Sassuolo por 10 milhões de euros. Na Itália se consolidou, sua explosão veio na edição 19/20, a temporada mais goleadora de sua carreira e que o fez ser prospectado pelos mais diversos clubes. Após mais uma temporada e meia no time da Emília Romanha, Boga foi emprestado a Atalanta em janeiro. Suas atuações no novo time convenceram e aos 25 anos seu passe foi comprado por 22 milhões de euros.

Após uma temporada de regresso em relação às outras, o time da Atalanta promete a retomar a sua forma dos últimos anos. Dentre as 10 maiores contratações da janela italiana, três são da La Dea, sendo a mais cara delas o costa-marfinense. Dono da camisa 10 da equipe italiana, Boga se destaca por seu controle de bola e qualidade no passe, e promete ajudar a Atalanta a performar novamente o futebol que encantou a todos em temporadas passadas.

Números  temporada (2021/22):

Jogos: 34
Gols: 2
Assistências: 4

04º – Joaquín Correa (Inter de Milão)

Destaque no campeonato italiano há alguns anos, Joaquín Correa teve sua contratação acertada pela Inter de Milão por 23,6 milhões de euros, após uma temporada emprestado ao time milanês. O atacante de 27 anos anos se profissionalizou nas categorias de base do Estudiantes e após quatro anos atuando na Argentina saiu de lá para a Sampdoria. Se destacou no clube de Gênova e se transferiu um ano depois para o Sevilla . Na Espanha não obteve o destaque esperado e foi vendido por um valor menor do que foi comprado para a Lazio. Comandado por Simone Inzaghi, o argentino cresceu de produção e contribuiu para a equipe fazer boas campanhas no Calcio.

Apesar de ter perdido o título da Série A para seu rival Milan, na última rodada, com requintes de crueldade, a temporada da Inter de Milão não foi de todo mal. Conquistou a Copa Itália em um final difícil decidida na prorrogação contra a Juventus e conseguiu se classificar para as oitavas da Champions, algo que não acontecia há 10 anos. A volta de Lukaku, melhor jogador da Inter no título italiano da temporada 20/21, junta a contratação em definitivo de Correa mostram que os Nerazzurri pretendem continuar brigando nas cabaças nacionais e quem sabe alçar vôos internacionais mais altos.

Números  temporada (2021/22):

Jogos: 36
Gols: 6
Assistências: 2

03º – Charles de Ketelaere (Milan)

A compra do Milan pelo grupo de investimentos norte-americano RedBird Capital não poderia ter acontecido em um momento melhor. O time italiano, que ficou por anos fazendo campanhas ruins no Calcio, conseguiu se reestruturar nas últimas duas temporadas, o que culminou na quebra de um jejum de mais de 10 anos sem ganhar o campeonato italiano.

Aos 21 anos, o meia/atacante Charles de Ketelaere foi comprado pelos italianos por 32 milhões de euros e chega do Club Brugge, seu clube formador, como a contratação mais cara do time de Milão na janela. O belga ganhou notoriedade de clubes maiores na temporada 21/22, seu terceiro ano no time profissional. Ajudou seu time a conquistar o campeonato nacional, sendo eleito o melhor jogador jovem do torneio, além de ter contribuído para o Brugge fazer atuações dignas no “grupo da morte” da Champions League 21/22, o qual contava com Manchester CIty, PSG e Leipzig. Versátil e de alta estatura, Charles foi considerado o principal alevo do Milan na janela de transferências. De Kataleare chega para contribuir em um elenco já competitivo, entrosado e jovem que promete dar muitas alegrias aos torcedores Rossoneros.

Números  temporada (2021/22):

Jogos: 49
Gols: 18
Assistências: 10

02º – Federico Chiesa (Juventus)

Não é comum que jogadores os quais passaram metade da temporada sem jogar por conta de uma lesão tenham sua contratação assegurada por 40 milhões de euros, mas Federico Chiesa não é um jogador comum. O ponta italiano ganhou destaque mundial na Eurocopa 2020, onde foi peça fundamental para a conquista da competição pelos italianos e entrou para o time da competição. Contudo, o futebol do jogador de 24 anos não apareceu só na Euro, pois na temporada 2020/21, sua primeira emprestado na Juventus, foi um dos únicos pontos positivos da campanha abaixo feita na Série A pelo time de Turim.

Habilidoso, veloz e filho do consagrado jogador italiano Enrico Chiesa, Federico se profissionalizou no time da Fiorentina. Em Florença, ao decorrer das temporadas foi ganhando cada vez mais espaço até se tornar o principal jogador do time. Desde sua juventude o atleta sempre foi monitorado por times de maior porte e seu desempenho na Viola corroborou para o interesse assíduo por parte de outras equipes de contratá-lo. Quem levou a melhor foi a Juventus, que conseguiu um empréstimo de 2 anos com opção de compra de 40 milhões de euros por seu passe. Como já mencionado, Chiesa brilhou enquanto esteve em campo pelo time de Turim, mas acabou sofrendo uma lesão séria em janeiro de 2022 a qual o tirou do resto da temporada europeia. Apesar de sua grande ausência, as atuações do italiano enquanto estava saudável foram o bastante para que a Vecchia Signora acreditasse que sua compra poderá contribuir a equipe.

Números  temporada (2021/22):

Jogos: 18
Gols: 4
Assistências: 4

01º – Bremer (Juventus)

Após ver na saída Chiellini, a partida de um de seus maiores ídolos recentes, e na de De Light, alguém que prometia ser tornar um dos símbolos do time nos próximos anos, a Juventus se viu quase que obrigada a reformular seu sistema defensivo, e parece ter achado em Bremer a solução. O zagueiro brasileiro chegou aos profissionais no time do Atlético Mineiro, onde chegou a fazer algumas atuações, mas que o vendeu muito cedo ao time do Torino. Depois de uma temporada majoritariamente no banco de reservas no time dos Toros, o defensor se consolidou como titular do time a partir de seu segundo ano na Itália. O futebol de Bremer evoluiu de tal maneira que, em sua quarta temporada no Calcio, foi eleito o melhor zagueiro da competição, o que atraiu os olhos de gigantes europeus, dentre eles a Juventus.

A contratação do atleta de 25 anos se mostra positiva não só por suas capacidades defensivas, mas por já estar habituado ao campeonato local, deste modo dificilmente o brasileiro demorará para se adaptar ao seu novo time. Além disso, sua contratação se mostra vantajosa quando se olha o preço pago, 40 milhões de euros, metade da quantia pela qual a Juventus vendeu De Ligt, ou seja, entre a compra e venda dos dois jogadores, os italianos acabaram lucrando uma boa quantia e ao mesmo tempo conseguindo um jogador de alto nível. Bremer faz parte do grande pacote de reforços trazidos pela Vecchia Signora, a qual sob o comando de Massimiliano Allegri tenta montar um elenco coeso e competitivo capaz de levar a equipe novamente ao domínio nacional.

Números  temporada (2021/22):

Jogos: 33
Gols: 3
Assistências: 1

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: