Neymar é o futebolista brasileiro com mais seguidores no Instagram

O craque tem mais do que o dobro de seguidores em relação aos segundo colocado

Por Gabriel Gozzoli

Neymar, atacante do Paris Saint-Germain, é o atleta brasileiro mais seguido no Instagram, com 206 milhões de seguidores. Na lista geral dos jogadores do mundo inteiro, o camisa 10 fica apenas atrás das lendas, Cristiano Ronaldo (559 mi) e Messi (439 mi). Ele ainda ocupa a posição de número 20, em relação a todas as contas.

Ney entrou para esta rede social, em 2012, na época em que ele ainda atuava pelo Santos, e de la pra cá, o Menino da Vila sempre foi muito ativo em sua conta, com diversos posts de publicidades, propagandas e principalmente mostrando a sua vida e estilo.

Dos Jogadores nascidos no Brasil, da tabela com mais seguidores, contamos no Top-10 com ídolos da história da nossa seleção, como o Ronaldinho Gáucho e Ronaldo, além dos que defenderam a camisa amarelinha na Copa do Mundo do Catar, em 2022, como o Daniel Alves, Vinicius Júnior, Richarlison e Thiago Silva.

Atletas brasileiros mais seguidos no Instagram:

  1. Neymar – 206 milhões 
  2. Ronaldinho – 72 milhões 
  3. Marcelo – 62,2 milhões 
  4. Dani Alves – 32 milhões 
  5. Vini Jr – 30,7 milhões 
  6. Ronaldo – 27,6 milhões 
  7. Coutinho – 25,1 milhões 
  8. David Luiz – 23,7 milhões 
  9. Richarlison – 21,7 milhões 
  10. Thiago Silva – 21,4 milhões

Messi é eliminado da Champion League pela 8º vez consecutiva

O PSG segue sem levantar o troféu da liga mais disputada da Europa

Por Gabriel Gozzoli

Nesta quarta-feira (8), o Bayern de Munique recebeu o Paris Saint-Germain, na Alemanha, pela partida de volta das oitavas de final da Champions League, superando os franceses pelo placar de 2 a 0. Os alemães chegaram a 3 gols de diferença no agregado e se classificaram para as quartas de final.

O argentino Lionel Messi, foi desclassificado do torneio pela segunda vez com a camisa do PSG, chegando a sua oitava eliminação seguida, no campeonato. A última ocasião em que o craque se sagrou campeão foi em 2015, quando o Barcelona venceu a Juventus, por 3 a 1 na final.

Dos oito anos em que o camisa 30 se despediu mais cedo da competição, somente em uma delas, que a sua equipe ficou entre as 4 melhores, quando o time catalão perdeu para o Liverpool na semi-final da temporada 2018/2019.

Sem Neymar, que ficou de fora do confronto por lesão, a equipe de Paris que precisava de 2 bolas na rede para passar de fase, foi facilmente derrotada. Choupo-Moting e Gnabry marcaram para os Bávaros.

Últimas eliminações do Messi na Liga dos Campeões:

  • Barcelona x Alético de Madrid (13/04/16)
  • Barcelona x Juventus (19/04/17)
  • Barcelona x Roma (10/04/18)
  • Barcelona x Liverpool (07/05/19)
  • Barcelona x Bayern de Munique (14/08/20)
  • Barcelona x PSG (10/03/22)
  • PSG x Real Madrid (09/03/21)
  • PSG x Bayern de Munique (08/03/23)

Mbappé supera Cavani e se torna o maior artilheiro da história do PSG

O Tartaruga Ninja chegou ao recorde com apenas 24 anos de idade

No último sábado o Paris Saint-Germain, recebeu o Nantes, no Parque dos Príncipes, pela 26º rodada do Campeonato Frances e saiu vencedor do confronto pelo placar de 4 a 2. Messi, Hadjam (contra), Danilo Pereira e Mbappé, marcaram para o time da casa, já Ludovic Blas e Ganago descontaram para os visitantes.

Na partida, o francês Kylian Mbappé chegou ao seu gol de número 201 pelo PSG, fazendo história e se tornando o maior goleador da história do clube, ao passar o uruguaio Cavani que havia marcado em 200 ocasiões. O craque de apenas 24 anos alcançou a marca em 247 jogos com a camisa da equipe.

O atacante também é o artilheiro isolado da competição nacional desse ano, com 18 bolas na rede. O camisa 7 marcou ao todo nessa temporada 30 vezes, tendo uma média de um gol por jogo.

Na próxima quarta-feira (8), o PSG enfrenta o Bayern de Munique, na Alemanha, pela volta das oitavas de final da Liga dos Campeões, onde os parisiense precisam de dois gols de diferença para avançar na fase seguinte da competição.

Maiores artilheiros do Paris Saint-Germain:

  • Mbappé – 201 gols
  • Cavani – 200 gols
  • Ibrahimovic – 156 gols
  • Neymar – 118 gols
  • Pauleta – 109 gols
  • Rocheteau – 100 gols
  • Di Maria – 93 gols
  • Susic – 85 gols
  • Rái – 72 gols
  • Bianchi – 71 gols

Messi leva o prêmio de melhor do mundo da Fifa pela 7º vez

O camisa 30 do PSG se distanciou do CR7 no número de The Best

Por Gabriel Gozzoli

Na noite desta segunda-feira (27), ocorreu em Paris, a cerimônia do prêmio The Best de melhor jogador do mundo da Fifa, no ano de 2022. Onde o argentino Lionel Messi, superou os franceses Kylian Mbappé e Karim Benzema e ganhou o troféu pela sétima vez em sua carreira.

O atacante confirmou o seu favoritismo contra os dois, pois além dele ser o principal jogador do PSG, ele também foi o grande nome da Copa do Mundo do Catar, ao ser eleito como o craque da competição, marcando 7 gols, incluindo 2 na final e levar o seu país ao título após 36 anos de espera.

O período de avaliação desta edição do prêmio, foi válido entre agosto de 2021 e dezembro de 2022, por causa do Mundial do ano passado. Além da Copa, Messi também conquistou o Campeonato Frances de 2021/2022 e disputou ao todo, 74 jogos com a camisa do clube francês e marcou 45 gols.

Com 37 anos, o craque da Argentina se tornou o atleta mais velho a levar o The Best para casa. O Et também segue como o maior vencedor do troféu, além de ter aumentado a sua vantagem para o português, Cristiano Ronaldo, que foi vencedor em 5 ocasiões.

Jogadores com mais prêmios de melhor do mundo da Fifa (1991-2022):

  • [7] Messi 🇦🇷
  • 5 Cristiano Ronaldo 🇵🇹
  • 3 Ronaldo 🇧🇷
  • 3 Zidane 🇫🇷
  • 2 Ronaldinho Gaúcho 🇧🇷
  • 2 Lewandowski 🇵🇱
  • 1 Matthäus 🇩🇪
  • 1 Van Basten 🇳🇱
  • 1 Roberto Baggio 🇮🇹
  • 1 Romário 🇧🇷
  • 1 Weah 🇱🇷
  • 1 Rivaldo 🇧🇷
  • 1 Figo 🇵🇹
  • 1 Cannavaro🇮🇹
  • 1 Kaká 🇧🇷
  • 1 Modric 🇭🇷

Halland bate recorde de gols pelo Manchester City em uma única edição de Premier League

O atacante quebrou o recorde faltando mais de 10 jogos para acabar o campeonato

Por Gabriel Gozzoli

No último sábado (25), o Manchester City goleou a equipe do Bournemouth, fora de casa, pelo placar de 4 a 1, em partida válida pela 25º rodada da Premier League. Com a vitória, o time do técnico Pep Guardiola, diminuiu a vantagem para o Arsenal, o líder da competição, para apenas 2 pontos de diferença.

No confronto, o atacante Erling Halland marcou mais uma vez, e chegou ao seu gol de número 27 nesta edição do torneio, fazendo história com a camisa dos Citizens, ao se tornar o jogador do clube com mais bolas na rede, em uma única temporada do Campeonato Inglês.

O camisa 9, ultrapassou o argentino Kun Agüero, que havia marcado em 26 ocasiões na liga de 2014/2015, sendo até então o dono do recorde. O mais impressionante do norueguês, é que ele alcançou a marca faltando 13 jogos para o fim da competição, podendo ainda aumentar a quantidade de gols.

O craque também segue como o artilheiro isolado da Premier League, tendo balançado as redes 10 vezes a mais, que o segundo colocado, Harry Kane. A próxima partida do Manchester é nesta terça-feira (28), contra o Bristol City, pela Copa da Inglaterra.

Atletas com mais gols pelo Manchester City em uma única edição da Premier League (1992-2023):

  • [27] Haaland 🇳🇴 (2022/23)
  • 26 – Agüero 🇦🇷 (2014/15)
  • 24 – Agüero 🇦🇷 (2015/16)
  • 23 – Agüero 🇦🇷 (2011/12)
  • 23 – Tevez 🇦🇷 (2009/10)
  • 21 – Agüero 🇦🇷 (2018/19)
  • 21 – Agüero 🇦🇷 (2017/18)

Confira todos os hat-tricks na história da Copa do Brasil

A edição de 2023 começou com dois hat-tricks na primeira fase, sendo um de zagueiro

Por Gabriel Gozzoli

Na partida da última quarta-feira (22), pela primeira fase da Copa do Brasil, o São Raimundo-RR, recebeu a equipe do Cuiabá, em casa e venceu os visitantes pelo placar de 4 a 3 e avançou para a próxima etapa do torneio. O Dourado foi o primeiro clube da séria A a ser eliminado.

O confronto foi muito movimentado e disputado com 7 gols e sendo decidido nos minutos finais da segunda etapa. Allan Rosário (três vezes) e Wanderson marcaram para o Mundão, já Iury Lirio, Alan Empereur e Matheusinho descontaram para os cuiabanos.

O zagueiro Allan Rosário, que marcou um hat-trick primeira vez em toda a sua carreira, saiu de campo como o melhor do jogo e ainda foi o responsável por fazer o gol que classificou o seu time.

O zagueiro se tornou o segundo jogador desta posição a conseguir o feito inusitado na historia do campeonato. O único defensor que já havia balançado as redes em 3 ocasiões em uma partida, tinha sido o Adílson, do Grêmio, em 1996, num jogo contra o Athletico-PR.

Lista dos jogadores que fizeram hat-trick na Copa do Brasil (1989-2023):

  • 1989 – Gerson (Atlético-MG)
  • 1990 – Bizu (Naútico), Agnaldo (Goiás) e Gaúcho (Flamengo)
  • 1991 – Marquinhos (Atlético-MG) e Neto (Corinthians)
  • 1992 – Não teve
  • 1993 – Lenzi (Internacional), Hélio (Sport), Leco (Remo) e Nílson (Flamengo). Gílson (Grêmio), Daniel Franco (Internacional) e Rudinei (Internaciona), marcaram 4 gols em um jogo
  • 1994 – Edílson (Palmeiras), Bé (Vila Nova) e Paulinho McLaren (Internacional)
  • 1995 – Mário (Juventude), Leandro Machado (Internacional), Viola (Corinthians) e Sávio (Flamengo)
  • 1996 – Adílson (Grêmio) e Luizão (Palmeiras)
  • 1997 – Flávio Goiano (Remo), Euller (Atlético-MG), Viola (Palmeiras) e Mirandinha (Corinthians). Viola (Palmeiras) e Paulo Rink (Athletico-PR), marcaram 4 gols em um jogo
  • 1998 – Magno Alves (Fluminense), Cairo (Atlético-MG), Marcos Assunção (Santos), Alex Alves (Cruzeiro), Lincoln (Atlético-MG), Viola (Santos), Pedrinho (Vasco) e Luizão (Vasco). Romário (Flamengo), marcou 4 gols em um jogo.
  • 1999 – Robgol (ABC), Marques (Atlético-MG), Petkovic (Vitória) e Christian (Internacional). Flávio (Juventude), marcou 4 gols em um jogo.
  • 2000 – Marcos Paulo (Bahia), Ueslei (Bahia), Dodô (Santos), Oséas (Cruzeiro) e Marcelinho Paraíba (São Paulo)
  • 2001 – Guilherme (Atlético-MG), França (São Paulo), Macedo (Ponte Preta), Marcelinho Paraíba (Grêmio) e Ewerthon (Corinthians). Washington (Ponte Preta – duas vezes) e Zé Carlos (Guarani), marcaram 4 gols em um jogo
  • 2002 – Finazzi (Fortaleza), Furacão (Sport), André Neles (Vitória), Paulinho Andrade (Londrina), Aristizábal (Vitória), Ricardo Oliveira (Portuguesa), Dodô (Botafogo), França (São Paulo) e Deivid (Corinthians). Gil Baiano (Brasiliense), marcou 4 gols em um jogo
  • 2003 – Nonato (Bahia), Guilherme (Atlético-MG) e Deivid (Cruzeiro). Nádson (Vitória), marcou 4 gols em um jogo
  • 2004 – Aílton (Santa Cruz), Alex Mineiro (Atlético-MG), Rinaldo (Fortaleza) e Diogo (Flamengo). Alex Alves (Botafogo), marcou 4 gols em um jogo
  • 2005 – Julinho Cézar (Esportivo) e Fred (Cruzeiro). Fred (Cruzeiro), marcou 4 gols em um jogo
  • 2006 – Romário (Vasco), Faioli (Americano), Mendes (Vitória), Ivan (ABC), Ânderson Lima (São Caetano), Élber (Cruzeiro), Edmílson Matias (Guarani), Rinaldo (Fortalesa), Enrico (Ipatinga) e Valdiram (Vasco)
  • 2007 – Derlis Florentín (Palmeiras), Dênis Marque (Athletico Paranaense), Kuki (Naútico) e Felipe (Naútico)
  • 2008 – Careca (Águia Negra), Romerito (Sport) e Dentinho (Corinthians). Perea (Grêmio), marcou 4 gols em um jogo
  • 2009 – Da silva (Confiança), Nicácio (Fortaleza) e Kieza (Americano)
  • 2010 – Fred (Fluminense), Tardelli (Atlético-MG), Borges (Grêmio) e André (Santos). Rafael Moura (Goiás), marcou 4 gols em um jogo. Obina (Atlético-MG) e Neymar (Santos), marcaram 5 gols em um jogo
  • 2011 – Rafael Coelho (Avaí). Adriano (Palmeiras), marcou 4 gols em um jogo
  • 2012 – Wallyson (Cruzeiro), Enrico (Ponte Preta), Jonatas Belusso (Juventude), Ricardo Jesus (Portuguesa), André (Atlético-MG), Jaílson (Fortaleza) e Neto Baiano (Vitória). Guerrón (Athletico-PR) e Luis Fabiano (São Paulo), marcaram 4 gols em um jogo
  • 2013 – Hernane (Flamengo)
  • 2014 – Luiz Carlos (Brasiliense) e Hyantony (Grêmio Barueri)
  • 2015 – Stenio Garcia (Real Noroeste), Kanu (Salgueiro), Bruno Rangel (Chapecoense) e Robert (Sampaio Corrêa)
  • 2016 – Ricardo Oliveira (Santos) e Martinho (Vitória)
  • 2017 – Cícero (São Paulo). Rafael Sóbis (Cruzeiro), marcou 4 gols em um jogo
  • 2018 – Gabigol (Santos) e Neilton (Vitória)
  • 2019 – Não teve
  • 2020 – Nenê (Fluminense)
  • 2021 – Vanílson (Manaus FC), Pablo (São Paulo) e Rossi (Bahia)
  • 2022 – Sasha (Atético-MG) e Yuri Alberto (Corinthians)
  • 2023 – [Allan Rosário] (São Raimundo-RR) e Lorran (Nova Mutum)

11ª edição do Brasileirão Feminino começa nesta sexta-feira (24)

O duelo entre Santos e Flamengo abre o campeonato às 20h da noite; final prevista para acontecer em 17 de setembro

Por Marcelo Nascimento
O Campeonato Brasileiro Feminino irá começar nesta sexta-feira com o clássico Santos x Flamengo. O torneio, que começou a ser disputado nesse novo formato em 2013, chega a sua 11ª edição.

Na temporada passada, em 2022, o Corinthians bateu o Internacional em Itaquera por 3×0, após um empate no Beira-Rio por 2 x 2, e sagrou-se pentacampeão, sendo o único clube a conquistar quatro troféus.

A edição de 2023 conta com três equipes estreantes na primeira divisão: Athletico Paranaense, Ceará e Real Ariquemes-RO. Confira alguns dados da competição, que tem sua primeira partida na noite de sexta-feira:

Maiores campeões do Brasileirão Feminino (2013-2022):
4 – Corinthians (2018, 2020, 2021 e 2022)
2 – Ferroviária (2014 e 2019)
1 – Centro Olímpico-SP (2013)
1 – Flamengo (2016)
1 – Rio Preto-SP (2015)
1 – Santos (2017)

Mais participações no Brasileirão Feminino (2013-2023):
10 – Avaí/Kindermann-SC
10 – Ferroviária-SP
10 – São José-SP
9 – Flamengo
9 – Santos
8 – Corinthians
8 – Iranduba-AM
7 – Foz Cataratas-PR
7 – São Francisco-BA
7 – Vitória das Tabocas-PE

Artilheiras do Brasileirão Feminino (2013-2022):
2013 – Gabi Zanotti (Centro Olímpico) – 12 gols
2014 – Raquel Fernandes (Ferroviária) – 14 gols
2015 – Gabi Nunes (Centro Olímpico) – 14 gols
2016 – Millene (Rio Preto) – 10 gols
2017 – Soledad Jaimes (Santos) – 18 gols
2018 – Danyelle (Flamengo) – 15 gols
2019 – Millene (Corinthians) – 19 gols
2020 – Carla (Palmeiras) – 12 gols
2021 – Bia Zaneratto (Palmeiras) – 13 gols
2022 – Cristiane (Santos) – 13 gols

Mais jogos disputados no Brasileirão Feminino (2013-2022):
138 – Ferroviária-SP
134 – Corinthians
134 – São José-SP
126 – Avaí/Kindermann-SC
124 – Flamengo
116 – Santos
86 – Iranduba-AM
78 – Rio Preto-SP
74 – Internacional-RS
73 – Foz Cataratas-PR

Mais vitórias no Brasileirão Feminino (2013-2022):
103 – Corinthians (134 jogos)
75 – Santos (116 jogos)
62 – Ferroviária-SP (138 jogos)
61 – Avaí/Kindermann-SC (126 jogos)
61 – Flamengo (124 jogos)
50 – São José-SP (134 jogos)
40 – Rio Preto-SP (78 jogos)
40 – Internacional-RS (74 jogos)
37 – Palmeiras (59 jogos)
31 – Iranduba-AM (86 jogos)
31 – São Paulo (55 jogos)

Mais gols marcados no Brasileirão Feminino (2013-2022):
354 – Corinthians (138 jogos)
271 – Santos (116 jogos)
246 – Ferroviária-SP (138 jogos)
226 – Flamengo (124 jogos)
209 – São José-SP (134 jogos)
208 – Avaí/Kindermann-SC (126 jogos)
152 – Rio Preto-SP (78 jogos)
143 – Palmeiras (59 jogos)
133 – Internacional (74 jogos)
124 – Iranduba-AM (86 jogos)

Mais títulos no Brasileirão Feminino (2013-2022):
5 – Diany (2016, 2018, 2020, 2021 e 2022)
5 – Gabi Zanotti (2013, 2018, 2020, 2021 e 2022)
5 – Katiuscia (2017, 2018, 2020, 2021 e 2022)

Mais jogos disputados no Brasileirão Feminino (2013-2022):
137 – Luciana (goleira, 2014-2022)
131 – Nenê (atacante, 2013-2022)
128 – Tuani (zagueira, 2013-2022)
126 – Laryh (atacante, 2013-2022)
124 – Juliana Ferreira (volante, 2013-2022)
124 – Patrícia Sochor (meia, 2013-2022)
123 – Barrinha (lateral esquerda, 2013-2022)
121 – Lelê (atacante, 2013-2022)
121 – Gabi Portilho (2013-2022)
121 – Grazi (volante, 2013-2022)

Maiores artilheiras do Brasileirão Feminino (2013-2022):
56 – Laryh (126 jogos)
55 – Byanca Brasil (99 jogos)
55 – Gabi Nunes (86 jogos)
54 – Ketlen (114 jogos)
54 – Millene (102 jogos)
48 – Adriana Leal (112 jogos)
47 – Gabi Zanotti (104 jogos)
39 – Lelê (121 jogos)
37 – Darlene (53 jogos)
37 – Gláucia (61 jogos)

Histórico do Athletico-PR no Brasileirão Feminino (2013-2022):
2013 – não disputou
2014 – não disputou
2015 – não disputou
2016 – não disputou
2017 – não disputou
2018 – não disputou
2019 – não disputou
2020 – 14º (Série A2)
2021 – 6º (Série A2)
2022 – 2º (Série A2)

Histórico do Atlético-MG no Brasileirão Feminino (2013-2022):
2013 – não disputou
2014 – não disputou
2015 – não disputou
2016 – não disputou
2017 – não disputou
2018 – não disputou
2019 – 20º (Série A2)
2020 – 17º (Série A2)
2021 – 2º (Série A2)
2022 – 11º

Histórico do Avaí/Kindermann no Brasileirão Feminino (2013-2022):
2013 – 12º
2014 – 2º
2015 – 10º
2016 – não disputou
2017 – 6º
2018 – 6º
2019 – 3º
2020 – 2º
2021 – 8º
2022 – 10º

Histórico do Bahia no Brasileirão Feminino (2013-2022):
2013 – não disputou
2014 – 13º
2015 – não disputou
2016 – não disputou
2017 – não disputou
2018 – não disputou
2019 – não disputou
2020 – 3º (Série A2)
2021 – 16º
2022 – 4º (Série A2)

Histórico do Ceará no Brasileirão Feminino (2013-2022):
2013 – não disputou
2014 – não disputou
2015 – não disputou
2016 – não disputou
2017 – não disputou
2018 – não disputou
2019 – 7º (Série A2)
2020 – 6º (Série A2)
2021 – 5º (Série A2)
2022 – 1º (Série A2)

Histórico do Corinthians no Brasileirão Feminino (2013-2022):
2013 – não disputou
2014 – não disputou
2015 – não disputou
2016 – 5º
2017 – 2º
2018 – 1º
2019 – 2º
2020 – 1º
2021 – 1º
2022 – 1º

Histórico do Cruzeiro no Brasileirão Feminino (2013-2022):
2013 – não disputou
2014 – não disputou
2015 – não disputou
2016 – não disputou
2017 – não disputou
2018 – não disputou
2019 – 2º (Série A2)
2020 – 10º
2021 – 11º
2022 – 12º

Histórico da Ferroviária no Brasileirão Feminino (2013-2022):
2013 – não disputou
2014 – 1º
2015 – 9º
2016 – 3º
2017 – 8º
2018 – 4º
2019 – 1º
2020 – 7º
2021 – 3º
2022 – 7º

Histórico do Flamengo no Brasileirão Feminino (2013-2022):
2013 – não disputou
2014 – não disputou
2015 – 6º
2016 – 1º
2017 – 5º
2018 – 3º
2019 – 4º
2020 – 9º
2021 – 9º
2022 – 6º

Histórico do Grêmio no Brasileirão Feminino (2013-2022):
2013 – não disputou
2014 – não disputou
2015 – não disputou
2016 – não disputou
2017 – 15º
2018 – 7º (Série A2)
2019 – 4º (Série A2)
2020 – 8º
2021 – 7º
2022 – 8º

Histórico do Internacional no Brasileirão Feminino (2013-2022):
2013 – não disputou
2014 – não disputou
2015 – não disputou
2016 – não disputou
2017 – não disputou
2018 – 3º (Série A2)
2019 – 6º
2020 – 6º
2021 – 4º
2022 – 2º

Histórico do Palmeiras no Brasileirão Feminino (2013-2022):
2013 – não disputou
2014 – não disputou
2015 – não disputou
2016 – não disputou
2017 – não disputou
2018 – não disputou
2019 – 3º (Série A2)
2020 – 4º
2021 – 2º
2022 – 3º

Histórico do Real Ariquemes no Brasileirão Feminino (2013-2022):
2013 – não disputou
2014 – não disputou
2015 – não disputou
2016 – não disputou
2017 – não disputou
2018 – não disputou
2019 – não disputou
2020 – 15º (Série A2)
2021 – 7º (Série A2)
2022 – 3º (Série A2)

Histórico do Real Brasília no Brasileirão Feminino (2013-2022):
2013 – não disputou
2014 – não disputou
2015 – não disputou
2016 – não disputou
2017 – não disputou
2018 – não disputou
2019 – não disputou
2020 – 4º (Série A2)
2021 – 10º
2022 – 5º

Histórico do Santos no Brasileirão Feminino (2013-2022):
2013 – não disputou
2014 – não disputou
2015 – 5º
2016 – 5º
2017 – 1º
2018 – 5º
2019 – 5º
2020 – 5º
2021 – 6º
2022 – 9º

Histórico do São Paulo no Brasileirão Feminino (2013-2022):
2013 – não disputou
2014 – não disputou
2015 – não disputou
2016 – não disputou
2017 – não disputou
2018 – não disputou
2019 – 1º (Série A2)
2020 – 3º
2021 – 5º
2022 – 4º

Liverpool sofre a sua pior derrota como mandante na história da Liga do Campeões

O brasileiro Vinícius Júnior marcou duas vezes na vitória de virada do Real Madrid por 5 x 2

Na tarde desta terça-feira (21), o Liverpool recebeu o Real Madrid, em Anfield, pela primeira disputa das oitavas de final da Champions League. Os donos da casa até saíram na frente, com dois gols de vantagem, mas com o decorrer do jogo, acabaram sendo goleados por 5 a 2.

Darwin Nunes e Salah abriram o marcador para o time da Inglaterra, antes mesmo dos primeiros 15 minutos do confronto. Porém Vinicius Junior, Benzema (ambos duas vezes) e Éder Militão, marcaram para os Merengues e garantiram a virada para a equipe.

Esta foi a primeira vez, em 111 jogos, que os Reds levaram 5 bolas na rede na mesma partida como mandante, na história da competição, sendo a sua maior derrota no próprio estádio, na Champions. O pior resultado até então, tinha ocorrido contra o Real Madrid (3 a 0), em 2014.

A última vez em que os ingleses tinham levado 5 gols em Anfield, numa derrota, havia sido em 2007, quando foram superados pelo Arsenal, por 6 a 3, na Copa da Inglaterra. Agora, o Liverpool irá até a Espanha, no dia 15 de março, para conseguir reverter o placar e se classificar para as quartas de final do torneio. Em 2019, também contra o Arsenal, o Liverpool levou 5 gols no empate por 5 x 5.

De Gea se torna o goleiro com mais Clean Sheets pelo Manchester United

Espanhol chega a essa marca após não sofrer gols contra o Leicester

Por Marcelo Nascimento

O jogo deste último domingo (19) foi importantíssimo para o Manchester United e especial para o goleiro David de Gea. Isso porque, após a vitória por 3 x 0 em cima do Leicester, dentro de Old Trafford, o espanhol chegou a 180 jogos sem sofrer gols com a camisa dos Red Devils, se igualando ao lendário Peter Schmeichel. De Gea alcançou essa marca em 520 jogos, enquanto Peter chegou em 398 partidas.

Sua chegada ao clube vermelho foi em um momento crucial da equipe, visto que Edwin Van der Sar iria se aposentar. Em 2011, o goleiro sai do Atlético de Madri e aterrissa em Manchester, a pedido de Sir Alex Ferguson. Pelos Diabos Vermelhos, conquistou 3 Supercopa da Inglaterra (2011, 2013 e 2016), 1 Campeonato Inglês (2012-2013), 1 Copa da Inglaterra (2015-2016), 1 Copa da Liga Inglesa (2016-2017) e 1 Liga Europa (2016-2017).

David De Gea (32 anos) pelo Manchester United:
11 temporadas
520 jogos
180 jogos sem sofrer gol
7 títulos
– Time do ano da Premier League (2012-2013, 2014-2015, 2015-2016 e 2017-2018)
– Equipe do torneio da Europa League (2015-2016)
– Luva de Ouro da Premier League (2017-2018)
– Seleção do Ano da FIFA (2018)

Gabigol entra para o Top-10 de maiores goleadores do Flamengo

O príncipe da Nação chegou ao seu gol de número 142 com a camisa do Mengão

Na noite da última quarta-feira (15), o Flamengo venceu a equipe do Volta Redonda, de virada pelo placar de 3 a 1, em partida válida pelo Campeonato Carioca, no Estádio Raulino de Oliveira. O grande destaque do confronto foi o atacante Gabigol, que balançou as redes duas vezes e ainda perdeu um pênalti.

O Mengão foi para o intervalo perdendo por 1 a 0, com gol do ponta direita Luizinho, do Esquadrão de Aço e após as substituições do técnico Vitor Pereira, o rubro negro conseguiu reverter o placar. Além do Gabriel Barbosa, Pedro também deixou o dele, nos acréscimos do jogo.

Nesta disputa, o camisa 10 do Urubu, se juntou com o ex jogador Índio, como o 10º maior artilheiro da história do clube da Gávea, com 142 bolas na rede. Cada vez mais, o goleador vem quebrando recordes e se tornando um dos maiores ídolos do atual campeão da Libertadores da América.

Caso o Gabi continue com a media de gols dos últimos anos, ele possivelmente entrará no Top-5 da artilharia do Flamengo, já nas temporada seguintes. O próximo duelo é contra o Resende, no dia 18 de fevereiro.

Maiores artilheiros da história do Flamengo:

  • 1º Zico (509)
  • 2º Dida (264)
  • 3º Henrique (216)
  • 4º Pirillo (204)
  • 4º Romário (204)
  • 6º Jarbas (154)
  • 7º Leônidas da Silva (153)
  • 8º Bebeto (151)
  • 9º Zizinho (146)
  • 10º GABIGOL (142)
  • 10º Índio (142)